Portal do Governo do Estado de São Paulo

Informações Técnicas

• Software de geração do sorteio

A versão atual do software de Sorteio Eletrônico da Nota Fiscal Paulista foi desenvolvida pelo Departamento de Tecnologia da Informação da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo - SEFAZ. Ele possui os atributos da aleatoriedade e da reprodutibilidade, ou seja, todos os bilhetes possuem a mesma probabilidade de serem premiados e os resultados gerados em um sorteio podem ser reproduzidos posteriormente para fins de auditoria. O algoritmo utilizado baseia-se no Lagged Fibonacci Generator (Knuth, D. E. "The Art of Computer Programming". Addison-Wesley Professional; EUA; 3ª ed. 13 de março de 2011; 4 volumes; 3168 páginas).

Para garantir a reprodutibilidade, o algoritmo utiliza os resultados da Loteria Federal promovida pela Caixa Econômica Federal como fonte externa de aleatoriedade (Res. SF-61 de 05/11/2008). Estes números são chamados de "sementes" do software do Sorteio.

A aleatoriedade do algoritmo foi comprovada pela aplicação dos doze testes de Diehard e também por uma Auditoria Externa (Maciel Auditoria, Consultoria, Perícia e Assessoria).

A partir do Sorteio 96, o software de Sorteio Eletrônico não estará mais disponível no site da NFP para fins de simulação dos sorteios pelos participantes, pois a nova versão necessita do arquivo de bilhetes de todos os consumidores como entrada, contendo informações pessoais que não poderiam ser disponibilizadas publicamente.

• Código Hash - Integridade do Arquivo

Com o objetivo de assegurar a integridade do arquivo do software que contém o algoritmo matemático para a apuração dos bilhetes premiados, desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia da Informação da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo - SEFAZ, foi publicado no Artigo 2º da Resolução SF – 85 de 03 de novembro de 2016 o código “hash”: referente ao software (versão 1.0.6036.27957) : d1ba49d281a39b43056b25696be23c74 (Sorteios 96 em diante).

O código “hash” refere-se à codificação gerada pelo algoritmo público denominado “Message Digest Algorithm 5 - MD5”.

Um hash é uma seqüencia de bits gerada por um algoritmo de dispersão, em geral representada em base hexadecimal, que permite a visualização em letras (A a F) e números, representando 2 bytes cada. O conceito teórico diz que "hash é a transformação de uma grande quantidade de informações em uma pequena quantidade de informações".

Essa seqüencia busca identificar um arquivo ou informação unicamente. Por exemplo, uma mensagem de correio eletrônico, uma senha, uma chave criptográfica ou mesmo um arquivo. É um método para transformar dados de tal forma que o resultado seja (quase) exclusivo. Além disso, funções usadas em criptografia garantem que não é possível a partir de um valor de hash retornar à informação original.

O processo é unidirecional e impossibilita descobrir o conteúdo original a partir do hash. O valor de conferência ("check-sum") muda se um único bit for alterado, acrescentado ou retirado da mensagem.

(Fonte: www.wikipedia.org)

• Relatório Técnico

O software do sorteio encontra-se na sua terceira versão. As duas primeiras foram desenvolvidas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas - IPT e a última pelo Departamento de Tecnologia da Informação da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo - SEFAZ.

Para visualizar o Relatório Técnico do IPT (01/12/2008) clique aqui.

Para visualizar o Relatório Técnico do IPT (03/12/2009) clique aqui.

Para visualizar o Relatório Técnico da SEFAZ (01/11/2016) clique aqui.

• Coleta de dados externos para gerar os bilhetes aos consumidores

O parágrafo 1º do artigo 1º da Resolução SF nº 61 de 05/11/2008 (com alterações da Resolução SF 68 de 21/11/2008 e Resolução SF 20 de 26/02/2009), estabelece que a apuração dos contemplados do sorteio da Nota Fiscal Paulista será efetuada de forma eletrônica, mediante a utilização de algoritmo matemático.

O parágrafo 2º prevê que a geração dos bilhetes contemplados será efetuada por meio de digitação de uma “semente” com a seguinte composição: utilização dos 4 (quatro) últimos dígitos, na ordem do milhar para a unidade, de cada número ganhador dos 4 (quatro) primeiros prêmios da extração da Loteria Federal.

Segue abaixo a exemplificação da coleta dessa sequência de números que denominamos de “SEMENTE”:

Resultados da Loteria Federal
Extração xxxx
dd/mm/aaaa
Prêmio A B C D E B C D E
Prêmio F G H I J G H I J
Prêmio K L M N O L M N O
Prêmio P Q R S T Q R S T
 
SEMENTE: B C D E G H I J L M N O Q R S T

• Histograma do Sorteio

Análise de resultados do sorteio preparada pelo IPT. (arquivo PDF) – até Sorteio 95

Análise de resultados do sorteio preparada pela Maciel Auditores. (arquivo PDF) - A partir do Sorteio 96.

Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo - Av. Rangel Pestana, 300 - São Paulo - SP  |  01.017-911  |  PABX (11) 3243-3400
Política de Privacidade   |   Termo de Uso